>

BOMBA! Problemas no set de "Convergente - Parte 1"


De acordo com a Deadline, trinta atores mirins - alguns de mais ou menos 4 anos de idade - foram colocados em risco durante as filmagens de uma cena de batalha no mês passado no set do filme "Convergente - Parte 1" na Geórgia. No cenário caótico durante a produção do terceiro filme da série Divergente, atores mirins ficaram no meio de mais de 100 adultos sem formação adequada para manusear as armas de metal da cena, como machados e facões.

Ninguém ficou gravemente ferido durante as filmagens do primeiro dia, mas a ação rápida de uma testemunha - e com a intervenção de representantes da associação de atores de Atlanta - pode ter evitado um desastre no segundo dia.

Na manhã de 17 de Junho, mais de 130 figurantes começaram a chegar num moinho velho abandonado no noroeste da Geórgia para começar o dia de trabalho. Logo assim que chegaram a produção começou a distribuir as armas de metais pesados ​​- incluindo machados, facões, foices, martelos, ferramentas pesadas agrícolas e peças de vergalhões de aço - que a maioria deles usaria na cena. Eles estariam lutando contra soldados que tinham vindo à sua aldeia para tirar os seus filhos.

Enquanto a cena de luta se desenrolava, as crianças corriam em todas as direções, perseguidas por soldados. Uma testemunha escreveu em um e-mail para o consultor de segurança do filme: "Preocupado, cheguei mais perto e peguei nas armas eu mesmo e vi que elas eram de aço e alumínio, com bordas laminadas, e alguns eram bastante afiadas."

No filme, os aldeões são ferozes guerreiros que lutam com todas as armas que estão por perto. "À maioria dos adultos foram dadas armas para as cenas de ação", escreveu a testemunha. "As crianças também estavam correndo através da luta, e conforme a cena progredia elas corriam em todas as direções por conta própria enquanto os adultos tentavam parar os soldados."

Chocado com o que estava vendo, a testemunha falou discretamente com vários membros da produção. "Todo mundo parecia saber que era errado, mas ninguém estava disposto a falar nada", disse ele. "Para mim, parece que poupar dinheiro - por causa do custo de ferramentas de borracha - teve prioridade sobre a segurança. Isso particularmente me chateou porque as crianças pequenas estavam envolvidas. Eu, pessoalmente, vi quatro pessoas tropeçar e cair apenas por causa do equilíbrio no set, e várias outras tiveram que ter cuidados médicos por causa da exaustão de calor, o que poderia causar desmaios - e cair sobre essas armas é tão perigoso como balançá-las durante a cena caótica."

Na manhã seguinte, depois de uma noite sem dormir, a testemunha tentou ligar para diversos escritórios de associações de atores para relatar o ambiente perigoso para os atores mirins, mas conseguiu apenas uma gravação de secretária eletrônica. "Insatisfeito, liguei IATSE (International Alliance of Theatrical Stage Employees) Local, que explodiu quando ouviram o que estava acontecendo."

Dez minutos após essa chamada, quando os figurantes e as crianças estavam se preparando para filmar outra cena, eles chegaram ao set e pegaram todas as armas de metal e substituiu-as por algumas réplicas de borracha. "Eu senti imenso alívio quando percebi que eu não iria ver alguma criança perder um olho ou algum figurante se cortar com uma lâmina enquanto corriam", disse a testemunha.

"Assim que recebemos o chamado tratamos imediatamente", disse um funcionário da IATSE. "A segurança é de extrema importância para nós. Todas os chamados em relação a questões de segurança são tratados de forma mais rápida possível".

O consultor de segurança do filme se recusou a discutir o assunto com o Deadline, mas em um e-mail para a testemunha, ele escreveu: "Obrigado por trazer isso à minha atenção. Eu não irei deixar isso passar. Como você está bem ciente, estas armas são completamente insatisfatórias para o tipo de ação que você descreveu. Vou trazer isso para a atenção de todo o pessoal envolvido com esta produção, bem como a equipe executiva da Lionsgate. Obrigado pela sua vontade de expressar-se e eu vou continuar a fazer tudo o que puder para tornar a nossa indústria mais segura, livre de perdas e fatalidades."

Os produtores do filme não responderam aos pedidos de entrevista, no entanto, um porta-voz da Lionsgate disse: "Levamos as questões de segurança muito a sério e estamos investigando isso."
Próxima
« Prev Post
Anterior
Next Post »