>

Resenha #15: O estrangulador - Sidney Sheldon


Londres está sendo ameaçado por um estranho serial killer que ataca mulheres em noites chuvosas e as estrangula. A polícia não consegue achar uma conexão entre as vítimas e um jovem detetive é chamada para investigar o caso. Sekio Takagi é a última esperança da Scontland Yard...

O estrangulador”, apesar de não parecer, à princípio, é um livro infanto-junvenil.  Esse fato fica mais evidente pelas ilustrações que marcam mudanças de cenas e de capítulos. Mesmo com o âmago da história sendo um pouco pesado demais para o público alvo, Sheldon fez tudo parecer quase um conto de fadas.

Comparado aos outros livros do autor, a linguagem deste é bem enxuta. Com poucos detalhes e bem menos características psicológicas dos personagens, uma das marcas na narrativa de Sheldon. Não que não exista essa espécie de viagem pelo consciente e subconsciente dos protagonistas e antagonistas, mas ela é feita de forma menos aprofundada, que não precisam de tanto raciocínio para ser entendida. Como é um livro feito para crianças e adolescentes, não duvido de que essa tenha sido a intenção.

É como se fosse um “Sidney Sheldon” resumido. Tem o suspense característico, a história bem estruturada e envolvente, o romance e tudo o mais que vem junto quando falamos do autor. E a linguagem de fácil entendimento, além, é claro, do ritmo quase frenético de quem não consegue parar de ler antes de saber o final.

Mesmo sendo um romance policial para o público infanto juvenil, recomendo “O estrangulador” para as pessoas que ainda não estão acostumadas a ler coisas muito pesadas ou para quem ainda não conhece Sidney Sheldon. É um ótimo livro para iniciantes, independentemente da idade.

Titulo: O estrangulador;
Autor:  Sidney Sheldon;
Editora: Record;
Gêneros: Romance, Literatura Infanto Juvenil;
Número de páginas: 180;
ISBN: 8501041319;
Ano: 2001.
Próxima
« Prev Post
Anterior
Next Post »