>

CCXP TOUR 2017: Canal Fox aposta em nova série de comédia brasileira


Outro painel bem legal que rolou durante a CCXP Tour Nordeste nesta quinta-feira (13) foi sobre a nova série produzida pela produzida pela Fox e pela Casablanca, “Prata da Casa”. Os atores Diogo Vilela, Françoise Forton e Rodrigo Pandolfo estiveram presente para promover e contar um pouco mais sobre o enredo, além de exibirem o primeiro episódio da série, que já está com estreia marcada para maio e terá 14 episódios. 

A história gira em torno de Sérgio Henrique (Pandolfo), que volta a morar com os pais após descobrir uma traição da esposa. Diogo e Françoise irão interpretar Maurício e Hercilia, os pais de Sérgio, que tentam disfarçar o término do próprio casamento. 

A direção está por conta de André Pellenz, que já trabalhou com o Paulo Gustavo em “Minha Mãe É Uma Peça” e “220 Volts”, e a comédia será no estilo das produções de canais fechados. O ator Daniel Vilela falou um pouco sobre como ele foi parar no elenco dessa produção:
Quando eu vi 'Minha Mãe É Uma Peça', gostei e marquei ele como diretor. Eu estava fazendo 'Pé na Cova' quando ele ligou dizendo que tinha um papel com a minha cara. Estou satisfeito com o resultado! Trabalhamos muito e acho que conseguimos algo diferente, um tom de comédia que quem assiste série em canal fechado vai entender
Forton contou que ela queria fazer algo mais na comédia, se arriscar, e viu em "Prata da Casa" a oportunidade de se reinventar. 
Eu queria fazer algo diferente, mais comédia, me arriscar. Em novela são muitas tramas e personagens. Então, quando ele [Pellenz] me chamou, eu pensei: 'ninguém mais próprio para essa experiência'. Trabalhamos com muito prazer.
Pandolfo, que já havia trabalhado com Pellenz nas produções citadas acima como Juliano, o filho de Dona Hermínia personagem de Paulo Gustavo, garante que a produção é totalmente diferente de tudo já visto. 
Acho o roteiro bem escrito e o elenco maravilhoso. Tem a coisa do programa de humor, mas tem a amorosidade, toca pelo coração, porque todos os personagens são de verdade, e junto com a técnica vai agradar. Não é mais do mesmo, é história de uma família contada de uma maneira ímpar.
Escrito por: Otavio Pinheiro
Próxima
« Prev Post
Anterior
Next Post »